Monthly Archives: March 2009

IV Passeio de BTT da Silva

Mais uma agradável manhã de Domingo e mais um não menos agradável passeio de bicicleta pelos montes das redondezas. Dada a proximidade do local de partida, bastou sair de casa vinte minutos antes da partida para chegar bem a tempo da mesma. A organização já tinha providenciado os dorsais e lembranças no dia anterior e, por isso, foi só aparecer no local à hora marcada, com vontade de pedalar e conviver um pouco. No ano anterior, este evento tinha revelado alguns trilhos desconhecidos e sem grande dificuldade física. Para esta edição esperávamos mais do mesmo.

4º Passeio BTT da SilvaComo no dia anterior já tínhamos feito um passeio, optámos por um ritmo moderado no início deste. Dado que o percurso era conhecido, deu para gerir melhor as energias e poupar um pouco antes das subidas. Assim, até chegar ao abastecimento e aos esperados bolos (combustível anímico), limitámo-nos a seguir um trajecto que, curiosamente, tínhamos efectuado uma semana antes num pequeno treino de preparação. Depois da pausa para abastecer e descansar um pouco, pensávamos que teríamos novos caminhos ou trilhos desconhecidos, mas tal não aconteceu. Até final, o percurso já era todo conhecido. Isto fez com que a longa descida do monte, desde São Gonçalo até São Fins, fosse feita a um ritmo pouco recomendável e por vezes arriscado. Pouco depois, sem grandes percalços estávamos novamente na Silva e de regresso a casa onde chegámos ainda antes do meio-dia (bem cedo para o habitual). Em suma, foi um passeio entretido em que fica alguma pena por não ter apresentado nenhum troço novo, o que também começa a não ser fácil dado o conhecimento que já vamos tendo dos montes cá da zona.

II Rota do Cavalo Selvagem

Rota do Cavalo SelvagemA Rota do Cavalo Selvagem já vai na segunda edição, mas foi a primeira vez que participei neste evento organizado pela Singletrack. O conhecimento deste passeio chegou-me através de um mail do António, que é um habitué destas andanças e um dos responsáveis pela minha escolha de bicicleta. Tinha-me cruzado com ele no "Azenhas do Neiva" na altura em que andava em processo de escolha e, se já andava de olho na Trek Fuel EX5, quando a vi nesse passeio fiquei quase convencido. Por acaso descobri o site do António e entrei em contacto com ele. Dado as boas referências que ele me deu da bicicleta, acabei por comprá-la. Apesar de nos correspondermos regularmente por mail, ainda não nos conhecíamos pessoalmente e, por isso, este passeio também serviu para isso.

Rota_Cavalo_SelvagemQuanto ao passeio, começou bem. O início foi feito com a subida até Santa Luzia, que já tinha feito anteriormente e que me agrada bastante. Depois de uma paragem em frente ao santuário para as fotos da praxe, continuámos a subir, rumo ao Parque Eólico, onde deveríamos avistar os cavalos selvagens. De facto, assim foi! Após uns quilómetros de algum esforço, compensados pelas fabulosas paisagens que se obtêm sobre a serra e a costa, pudemos apreciar vários exemplares dos referidos animais. Apesar de ser maioritariamente em subida, a maior dificuldade não foi o relevo, nem sequer o piso que até era bastante regular. O forte vento que se fazia sentir, quase sempre de frente, além de dificultar a progressão, arrefecia bastante os músculos e desaconselhava paragens para apreciar as vistas.

Rota_Cavalo_SelvagemDepois de vaguear um pouco pela serra e ver os equídeos, era altura de descer. A descida foi longa e teve partes espectaculares, com saltos e partes muito técnicas. Após uns bons minutos de descida a alta velocidade chegámos a Vila Praia de Âncora e, a partir daí, o percurso foi muito diferente mas igualmente espectacular. A parte final do passeio foi feito junto ao mar, por trilhos de enorme beleza paisagística, complementados desta vez por um vento pelas costas que ajudava a progredir quase sem esforço. Assim, chegámos a Viana pouco depois das 14 horas e não muito desgastados, pois no dia seguinte haveria novo passeio. Quanto a este, além de termos conhecido novos percursos, conhecemos também mais alguns entusiastas do pedal que pretendemos acompanhar em próximas aventuras.